São Paulo Futebol Clube

São Paulo vence Ferroviária em reencontro e pegará Mirassol nas oitavas

0

O São Paulo é mais um grande clube da capital paulista a se classificar para as oitavas de final da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Neste domingo, os garotos de Cotia voltaram a enfrentar a Ferroviária na Arena Fonte Luminosa e desta vez atuaram de forma muito mais séria, saindo de campo com a vitória por 2 a 0, gols marcados por Gabriel Novaes, artilheiro do time no torneio, e Fabinho.

Com o resultado, o Tricolor enfrentará nas oitavas de final o Mirassol, que também neste domingo avançou ao superar o Athletico-PR nos pênaltis (4 x 2) após o empate em 2 a 2 no tempo regulamentar.

O jogo – Ao contrário do último encontro entre as duas equipes, neste domingo o São Paulo entrou em campo mais focado e imprimiu um ritmo forte desde o primeiro minuto. Desta maneira, não demorou muito para os comandados do técnico Orlando Ribeiro chegarem às redes. Aos oito, após rápida cobrança de falta, Wellington levantou na área, e Gabriel Novaes cabeceou certeiro para abrir o placar em Araraquara.

Não satisfeitos com a magra vantagem no marcador, os garotos de Cotia ainda ampliaram aos 20 minutos, com Gabriel Novaes novamente participando do lance. Desta vez, o artilheiro do São Paulo na Copinha invadiu a área e serviu Fabinho, que marcou o segundo gol tricolor na partida.

Antes do apito final, o São Paulo ainda teve mais uma oportunidade de balançar as redes, mas desta vez o goleiro da Ferroviária foi mais feliz. Após boa troca de passes, Rodrigo Nestor encontrou espaço para finalizar e viu Guilherme espalmar a bola para escanteio. Os donos da casa, por sua vez, também assustaram nos minutos derradeiros, mais precisamente aos 41, quando Leandro Guerreiro arriscou de longa distância e forçou a defesa de Thiago Couto.

No segundo tempo, o São Paulo seguiu melhor que a Ferroviária no jogo e logos aos quatro minutos por pouco não fez o terceiro com Antony, que ficou com a sobra do cruzamento de Vitinho e bateu rente à meta rival. Aos 21, porém, a situação ficou mais delicada para o Tricolor. O capitão Diego se irritou com uma falta que recebeu e reagiu dando uma cabeçada nas costas de Rafael, sendo expulso pelo árbitro.

Mesmo com um a menos por mais da metade do segundo tempo, o São Paulo conseguiu manter uma solidez defensiva para neutralizar todas as investidas da Ferroviária, desesperada para reverter o placar. O desequilíbrio emocional era tamanho, que restando pouco mais de sete minutos para o apito final o volante Juliano acabou sendo expulso ao dar um pontapé em Vitinho. Assim, o Tricolor, novamente em igualdade numérica, precisou apenas tocar a bola e esperar o tempo passar para comemorar a classificação.

Fonte: Gazeta Esportiva

Comentários

Comentários

Escrever um comentário