Santos

Sampaoli admite incômodo no Santos e pede reforços urgentes

0

O técnico Jorge Sampaoli admite insatisfação no Santos e pede reforços urgentes para o presidente José Carlos Peres. A preocupação é com outros clubes de elencos já formados há mais tempo.

“Sobre a insatisfação, eu, quando vim, vim para uma equipe com história, que me motivou a vir e temos que estar à altura da história de Pelé e Neymar, com equipes grandes, que proponham. Expectativa expressada ao presidente e ele está em busca de chegar aos nossos pedidos. Trabalhamos em isso e que a curto prazo com os trabalhos feitos possamos cumprir os objetivos e Santos tenha a chance de competir com clubes de elencos já formados. Queremos que o que pedimos em curto prazo se concretize. Que isso ocorra pronto e que tenhamos o que o Santos merece”, disse Sampaoli, em entrevista coletiva.

“Treinadores nunca estão satisfeitos. Tempo de trabalho é curto, três ou quatro jogos e o treinador acaba. A gente se protege muito. Se eu não estiver à altura, não posso estar, assim como os jogadores. Sempre digo que quando vim para cá, cheguei para um clube grande, de Argentina, Espanha ou Chile via o Santos como grande. Não posso ver como pequeno. Se não posso estabelecer o que sinto, tenho que expressar o que realmente vejo. Todas as conversas com presidente e direção é para isso, exigindo a todos que estamos num clube grande e há que respeitar”, completou.

No dia 29 de dezembro, a Gazeta Esportiva publicou o incômodo do Sampaoli com a falta de reforços. E neste sábado, o jornalista
Martin Liberman disse que o argentino pensa em sair e haverá uma reunião importante nesta segunda-feira para discutir o futuro. O Santos, porém, nega qualquer possibilidade de saída neste momento.

Fonte: Gazeta Esportiva

Comentários

Comentários

Escrever um comentário