Sociedade Esportiva Palmeiras

Rodízio agrada Thiago Santos, que exalta identidade criada por Felipão

0

Desde que assumiu o comando do Palmeiras, na metade da última temporada, Luís Felipe Scolari adotou um esquema de rodízio na utilização de seus jogadores. Diferentemente do que é feito na maioria dos clubes brasileiros, boa parte do elenco passou a ganhar oportunidades, algo que fez o treinador ganhar a confiança de seus atletas e ser recompensado com o título do Campeonato Brasileiro de 2018.

Um dos muitos beneficiados pelo rodízio é o volante Thiago Santos, sempre muito elogiado por Felipão, que não hesita ao falar da estratégia e da importância da mesma para que o time alcance seus objetivos.

“A chegada do Felipão foi importante, não só para mim, como para muitos outros jogadores. Desde o início, ele sempre me deu muita moral, muita confiança. Para o jogador isso é muito bom, a gente se sente bem jogando”, ressaltou, na coletiva de imprensa desta sexta-feira, que precede o clássico deste sábado, contra o Corinthians.

“O Felipão vem usando esse rodízio desde o ano passado e vem dando certo. Não posso falar quem vai jogar, se não ele puxa minha orelha depois”, completou, em referência à escalação titular que jogará o Derby.

Segundo Thiago Santos, o técnico alviverde não apenas conseguiu encontrar um equilíbrio dentro do elenco, como acabou criando uma identidade de jogo no Palmeiras.

“O Felipão sempre fala de identidade, então temos que ter a mesma identidade do Campeonato Brasileiro de 2018. E a gente vem mostrando isso. Às vezes falam que o Palmeiras joga um pouco feio, mas a gente vem jogando de forma segura e estamos conseguindo os resultados”, afirmou.

Falando sobre o início de ano do Verdão, o meio-campista admitiu a demora para que o time chegue ao ritmo de jogo ideal, principalmente em comparação às equipes menos tradicionais do estado. Mesmo assim, para o camisa cinco, os palestrinos chegarão fortes na disputa do Campeonato Paulista, que, na opinião do volante, de “Paulistinha” não tem nada.

“Começo de temporada é sempre difícil. A gente pega times considerados menores, mas que vem treinando desde o ano passado. Encaramos todo jogo como grande. Todos esses times vem dando trabalho para os grandes”, considerou, em seguida contrariando as declarações do presidente Maurício Galiotte, após a polêmica final do ano passado, diante do mesmo rival deste final de semana.

Veja também: Thiago Santos minimiza momento do Corinthians e esquece polêmica de 2018

“Quando a gente entra em um campeonato, a gente entra para ganhar. Eu mesmo não tenho um Paulista, então vou fazer de tudo para ganhar, e tenho certeza de todos os meus companheiros têm o mesmo pensamento”, finalizou.

Neste sábado, Palmeiras e Corinthians medem forças em duelo válido pela quinta rodada do Paulistão 2018. No Allianz parque, em São Paulo (SP), a bola rola a partir das 17h (no horário de Brasília). Vale lembrar que o Verdão lidera o Grupo B com 10 pontos ganhos, três à frente do segundo colocado Novorizontino.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Comentários

Comentários

Escrever um comentário